10620671_842103245809878_4827201110821112098_n

10620671_842103245809878_4827201110821112098_n“A criança não conhece o gosto do leite. Mas por tomá-lo diariamente, desenvolve uma profunda ligação por ele, de modo que quando o leite é substituído pelo arroz, ela começa a reclamar. Mas a mãe não se desespera; ela convence a criança a comer pequenas quantidades de arroz cozido diariamente e, lentamente, a criança começa a gostar de arroz e abandona o leite. O leite, embora seu alimento natural outrora, é substituído pelo arroz através da prática, de tal forma que, se em algum dia falta arroz, a criança se sente infeliz. Assim também, embora sentir prazeres seja “natural” no começo, por meio da prática e de ouvir os sábios, lentamente a alegria derivada de ouvir e recapitular as glórias do Senhor é obtida. Ao longo do tempo, a companhia do mundano que alardeia sobre os sentidos ou objetos sensoriais não mais o atrairá; a companhia que exulta o Amor do Senhor se torna mais doce e então você começa a realmente experimentar o Divino.”

Sathya Sai Baba

10645046_999461796746878_7884910569389900753_n

Alguém aqui já ouviu falar da história de Jonas?

Aquela história biblica do cara que caiu no mar e foi engolido por uma baleia?

Então vamos lá, Um bom exemplo da necessidade de purificação está no mito de Jonas, que eu gosto sempre de lembrar,  Jonas dedica sua vida para a verdade, para tentar se tornar um canal do Supremo, e se dedica tanto até que um dia o Deus fala com ele: – “Jonas vem até Nineve. Quero falar através de você. Eu quero salvar aquele povo através de você”. E Jonas faz tudo às avessas… . Entrou em um barco que ia para Tharse, e ficou no porão, olha, ela sabe o que tem que fazer,mas procrastina…e dormiu profundamente. Ele nunca quis que aquele povo de Nineve fosse salvo. Ele guardava profundos ressentimentos daquele povo que feriu seus ancestrais.Coloca suas questões pessoais acima do bem maior. Ele queria que aquele povo sofresse. Pensou egoisticamente na questão imediata, então a longo prazo, isso quer dizer de forma imatura, como uma criança resolve as questões cotidianas…

Assim, é como fazer caridade numa casa Espírita, dá passe só em quem gosta, fala só com quem gosta, também quando no dia a dia só tem amizade com quem é agradável, fala só com quem te escuta, só se relaciona com as pessoas agradáveis, só frequenta lugares que te convém, ama só os familiares,doa sangue só para parente, só casa com gente da mesma cor, religião, sei lá essas coisas de mortais entende? Não sei se estou me fazendo entender, porque vcs , meus leitores já superaram isso a tanto tempo, que estou gastando meu léxico à toa…enfim, coisas que frequentemente fazemos no automático (risos) Você é que quer brilhar, é você quer ficar perto do Mestre, não quer que ninguém ocupe o lugar que você pensa que é seu. Cada Jonas tem sua história pra contar.

Mas, aí o barco foi para o mar e veio uma tempestade. O barco balança para um lado, e balança para o outro. A tripulação estava desesperada porque o barco estava na iminência de afundar e encontram Jonas dormindo lá no porão.

Percebem agora porque eu gosto tanto dessa história? Percebe como esse mito reforça todo nosso processo de jornada de construção consciencia? Como a gente se nega a cumprir a vontade do nosso deus interior? Nega-se a seguir os sinais do coração? A gente se protege se anestesiando. Cada um com seu cada um, com suas DAC, (dependencias, abusos e compulsões), especialmente com comida, sexo, dinheiro… Cada um com sua particularidade vai dormir lá no porão. Mas, o barco está balançando e você não está sentindo nada, mas sempre vem alguém que acorda. Chega então a tripulação e encontra Jonas dormindo (risos) E Lê Lê… Todo mundo tem uma Ritinha na vida né?

Eles falam: Jonas você está dormindo numa hora dessas? Estamos para morrer e você está aqui dormindo? (risos)

Às vezes a pessoa está tão adormecida que ela não sente nada mesmo.

O mundo está acabando e a pessoa está encantada / anestesiada / narcotizada… Aff

1901409_727395873957491_1471285699_n

Até que a tripulação joga os dados, (naquela época utilizavam para fazer adivinhação) e perceberam que  havia um estranho dentro do barco e que era a causa da tempestade. O estranho era Jonas. Aí jogaram Jonas no mar (risos)

Não tem como evitar essa passagem. Jonas foi engolido por um monstro marinho. O que fazer? O monstro é esse lugar de purificação, esse lugar de aperto. A vida te aperta, te aperta, te aperta, até que você fala: “Ok, eu me rendo. Oh Deus! Ajuda aí, ajuda aí!

O que eu faço?” Adoooooro!!!! O cara já tinha falado aaaaaaaaaaaaaaaaaantes. Que saco ele tem, hein! Que delay do caramba…Só agora o Jonas procura Deus! Ainda bem que Deus é imutável, porque se ele fosse mimado como uns tais que eu conheço, dava de ombro e diria, agora vai procurar sua turma… Agora me procura????????????

Alguns lugares nessa jornada nós precisamos ir. Esse processo de transitar do egoísmo para o sincero altruísmo não é uma coisa da cabeça. Isso não é uma invenção de ninguém. Esse é o caminho natural de evolução da alma humana. Realmente esse processo de transitar do egoísmo para o autêntico altruísmo tem seus desafios. A prática espiritual  tem seus desafios. Amadurescencia dói…e pede humildade.

Como é dificil gente passar do lugar de receber sem esforço algum , só mamar para ir ao lugar de pantar para colher e depois sim poder alimentar-se…

Mas bora caminhar…tem chão!

Mas, eu sei que muitos estão em condições de se mover.

Beijinho

Rita

 

Close