vemser-mudancas

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final…

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu….

Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora…

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração… e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”.

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa – nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..

E lembra-te:

Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão

Esqueça quem você era, e passe a ser quem é.

NAITRE, MOURRIR, RENAITRE ENCORE ET PROGRESSER SANS CESSE TELLE EST LA LOI

beijo

Rita

 

20 Comments

  1. @Sérgio:

    Pois é Sergio , uma separação conjugal traz em si muitas marcas…quando casamos estamos estabelecendo um vinculo publico através da instituição do casamento e nesse modelo ocidental, queremos ser diferentes de todos aqueles casamentos que aconteceram antes dos nossos e junto com os nossos que não deram certo.Queremos casar para sempre. E para sempre é uma promessa inviavel. Aceitar que nossa Instituição tenha falido é doloroso demais, e assumir publicamente a falencia de nossa empresa…mesmo que nosso relacionamento já tenha acabado a mais tempo. . é tornar publico que nós TAMBÈM não demos certo. Mas olhe pelo modelo de referencia interno amigo Sérgio. Olhe para as suas referencias…seu casamento deu certo enquanto durou…e agora sustentar uma relação que não existe e uma empresa(casamento) que não esta dando lucros e nem tão pouco realizando seus presidentes só para justificar o injustificável é gasto de energia excedente. Viva os momentos bons que a relação deixou em vc, faça seu ritual de passagem com gratidão, observando cada momento emocional que compartilharam e cresceram juntos e saiba que olhando essa relação de longe vc carrega em si uma verdade: preencha-se de satisfação pois vc amou…vc viveu!!!
    O futuro está aí, aberto, inseguro e instável. Como sempre será. Continue buscando seu caminho …

    beijinho
    Rita

  2. Esse texto bateu forte em mim, estou vivendo um momento de separação e não imaginei que fosse tão difícil.

  3. Rita, minha querida.

    Você leu o e-mail da Alicia p/ a Pri?
    Isso só me faz agradecer por estar na sua TURMA que se torna cada dia mais brilhante e gigante.Um dia também serei porque tenho você
    Muito obrigada
    Beijão

  4. Meu Deus, Alicia.Você conseguiu arrepiar-me dos pés a cabeça. Fantástico seu e-mail p/ a Pri.
    Fico felicíssima com sua percepção, e espero que um dia eu possa ter a mm percepção sua.
    Que alma gigante é você.
    Beijo p/ as duas e muitas vezes PARABÉNS…

  5. Oii Rita,
    Escrevo esse e-mail, ate abusando um pouco da liberdade que nos temos, pois gostaria de te fazer um pedido. Claro como todo pedido vc pode me dizer que nao, se não achar conveniente ou por qualquer outra razão.. eu vou entender e respeitar, juro por deus!

    Ontem, depois que saímos do centro … eu e minha mãe conversamos muito sobre varias coisas.. e hoje ela me manda um e-mail que realmente tocou minha alma.. mexeu tanto comigo que de verdade eu não sei como responder!

    Mas isso nem é tão importante, o que realmente é importante é que depois de todo o processo onde conseguimos chegar… O fato é que esse e-mail representou muito, muito mesmo como uma conclusão, um encerramento de uma etapa, que com algumas dificuldades ainda a serem superadas, que tds saiamos inteiros e sãos!

    Acredito, que outras pessoas do curso também terminaram alguma etapa nessa mesma situação, e é por isso, e tb como uma forma de agradecer a minha mãe…

    Beijos..

    Priscila, meu amor que prazer maravilhoso nos proporcionamos ontem!!!
    Queria te dizer que sinto muito orgulho de você, da adulta que se tornou, da grandeza de sua alma, de sua capacidade de enxergar a humanidade e da generosidade com que se brinda ao próximo.
    Tenho orgulho de mim, porque soube ser mãe, cumpri a tarefa com esmero, e hoje olho para você e percebo que as referencias foram boas e que você soube capta-las. Sabe, custou muito entender o que era ser mãe e por muito tempo me cobrei demais não ser como as outras. Aquelas que faziam comidinhas, aquelas que tinham paciência para brincar e tempo para ficar exercendo a paparicação e cuidados até sufocar. Parecia que eu não sabia ser mãe. Hoje compreendo que tipo de mãe fui e os motivos que me levaram a agir assim. Hoje percebo que fui a melhor mãe que podia ser e sobretudo, que você foi a filha que precisa ser. Simples, uma relação na justa medida do crescimento espiritual.
    Amo você porque soube me acolher quando precisei. Soube compreender as minhas limitações e assim reconfiguramos nossa relação, e crescemos juntas. E hoje somos uma família feliz, real, linda. Aprendemos a nos respeitar como individualidades e quando achávamos que nos estávamos fechando em nosso mundo, descobrimos que o Universo é generoso e que mesmo olhando para dentro de nós estávamos construindo uma relação a dois.
    Ontem senti orgulho de você, de sua capacidade de enxergar o ser humano, da grandeza de sua alma.
    Ontem encerramos um ciclo de nossas vidas. Pois percebi que mãe tem data de validade e a minha expirou. Você não precisa mais do meus cuidados porque você está pronta para a vida. Agora só precisamos desfrutar e nos amar livremente sem papeis e sem rótulos, apenas pela afinidade.
    Continue generosa com as pessoas, não generosidade material, estou falando dessa vontade incrível de se doar para os outros, de acolher com carinho, de compreender e respeitar as fragilidades humanas e se colocar a serviço do universo para oferecer alivio ou apenas a alegria estampada no seu sorriso, mostrando que a vida vale pelo que é e todos merecemos nos apropriar de nossas existências.
    Ouvir você falar de seu pai com tanta clareza e convicção, me fez perceber que valeu a pena o sofrimento da separação. Porque nós não nos separamos, apenas tomamos rumos diferentes da vida do seu pai. Como diz Nilton Bonder fomos imorais para ser justos com nos mesmas.
    Você não perdeu, eu não perdi, apenas ganhamos em outras condições. E isso é muito claro hoje, olhando com desapego. Resignificamos valores e ai está o ganho, redefinimos papeis e nos sentimos mais livres. E todo isso fizemos juntas embora por caminhos separados.
    Quanta riqueza há em nossas vidas!
    Amo você!!

  6. Rita querida,
    O texto chegou na hora certa…mais uma vez vc, com toque inteligente, consegue me acalmar e refletir sobre mudanças e progresso, tudo que preciso no momento…
    Obrigada!!! Bjs.

  7. Querida Rita e queridos amigos,
    Tenho vvido dias de verdadeira alegria.Quando recebemos a déia do trabalho pensei que não fosse conseguir,pois muitas mudanças estavam acontecendo em min.Mas sabem, meu grupo foi maravilhoso, eu e a Cristina separamos o material ,oChristian escreveu o texto (nós queríamos pegar leve, numa comédia ) e com a ajuda da Rose tudo aconteceu.Para min foi maravilhoso!!!! …Foi a primeira vez que gostei de trabalhar em grupo Obrigada Rita ,vc nos mostrou como fica mais leve resolvermos um problema juntos e como cada pessoa pode dar oque tem de melhor para que isso aconteça.Parabens á todos.Bjs…..Tânia

  8. Rita
    O seu pessoal foi incrívelllllllllllllllllll. Quantos talentos, quantas revelações. Colocamos os nossos corações a prova de fogo, sobrevivemos.
    Rita, esse é o resultado da sua dedicação.

    Beijos.
    Miriam

  9. Bom dia Rita e Amigos queridos.
    Foi tudo muito lindo. Parabéns à todos !!!
    Amo vcs e sou grata por participar desse grupo maravilhoso. Crescemos e aprendemos muito c/ esse trabalho…todos, sem excessão. Obrigada Rita querida. TANIA, descobrimos um novo talento seu…ATRIZ…o seu padre foi SHOW DE BOLA. Parabéns querida, fiquei muito orgulhosa de vc. REGINALDO, parabéns por vencer sua timidez de forma brilhante…conte comigo.
    Super beijo e meu carinho a todos.

  10. @Jose Carlos:
    CARLOS MEU LINDO…

    VIVER É CONVIVER…VIVER COM, E TEVE A OPORTUNIDADE DE SENTIR-SE VIVO!!!
    PORTANTO A PARTIR DE AGORA CONVIDA, VIVA, COM VIVA…COM VIDA!!!!
    E NÃO SE ESQUEÇA DE QUE TUDO SÓ ESTA NO COMEÇO…TEMOS MAIS UM LINDO TRABALHO PELA FRENTE.

    BEIJINHO
    RITA

  11. Maravilha!!!! esse processo de trabalho foi maravilhoso!
    Obrigado Rita!
    Por cuidar de nós.

  12. Ritíssima
    Muito obrigado por tudo…essa é uma afirmaçao da mae da Eliana, mas hoje entendo de fato seu
    significado. Estou fechando portas, mudando disco, limpando a casa, sacudindo a poeira e tentando torna-me. Falta muito mas neste mes, pude realmente vivenciar estas transformaçoes.
    Super Beijo

  13. @Eliana Previato:
    Eliana …

    Vc tem se apresentado ao olhos de todos, mais doce, mais acessivel…como vc esta linda!!!
    Obrigada por participar desse seu processo.

    beijinho

    Rita

  14. @Christian Heinlik:
    Christiam meu lindo…
    2010 tem sido um ano muito generoso comigo, pois tem me banhado com emoções inenarraveis. Em termos de objetivos não poderia estar tão plena pelas conquistas que tenho percebido em todos vcs em relação ao modo como se percebem e a forma como interagem com o mundo…Muito lindo!
    Claro que não perderei a oportunidade de citar Nietzsche, pois ao ler suas palavras automaticamente me remeti ao conceito de vontade de poder desse “Maestro da Suspeita”: Nietzsche via nos instintos uma força que ia para além do só impulso a sobreviver, se proteger e se reproduzir de todos os seres vivos, de só ser isto a vida estancar-se-ia. A sobrevivência era uma das consequências de um desejo ainda maior, impulso para uma supravivencia, um desejo perpétuo de todo ser vivo por ir para além de todos, o todo e até para além de si mesmo, para além da morte. Este impulso irracional ou desejo perpétuo por expandirse impresso na cada ser é o único que dá sentido à existência, paradoxalmente «razão de ser» e é a força principal dentro da visão trágica ou dionisíaca de Nietzsche.

    Obrigada
    Continuemos caminhando…
    beijinho
    Rita

  15. Rita querida, está sendo maravilhoso o trabalho deste mês. Muito obrigada por mais esse rico aprendizado.
    Super beijo
    Eliana

  16. Curioso (pra não dizer ‘doloroso’) dizer que me parece que a habilidde de deixar o novo chegar, de mudar, está intimamente ligada ao quanto estamos seguros de quem somos, do que nos faz sentido.

    Quanto menos sei sobre quem sou, sobre o sentido que algo faz em minha vida, mais fico apegado ao que tenho ‘fora’, ao ‘conhecido’….

    A consciência disso tem promovido uma verdadeira ‘(r)evolução’ em minha vida! Tem sido MUITO mais prazeiroso, mesmo com todos os medos e dificuldades, viver de maneira mais coerente com o que sou, com o que acredito…

    O vazio que muitas vezes sinto me parece cada vez mais um espaço para receber o novo e não um ‘buraco’ na existência! Faz sentido!

    Beijos Rita!

  17. @Gildo,: Querido Gildo…
    Na era do conhecimento, trocar nossos produtos é nos enriquecer cada dia mais. Sou melhor a cada instante ao lado de vcs. Quarta feira foi um dia incrivel…pelas transformações, pelas surpresas em ve-los superando seus limites e buscando fazer parte da parte mais importante, a de tentar tornarmo-nos quem verdadeiramente somos.

    nessa e em todas as outras
    sempre!
    Rita

  18. @Carla:
    Minha linda, carregue a certeza que viveu até o ultimo capitulo que pode , o limite de suas forças e seu ex-marido fez as escolhas dele.

    Nos é concedido, a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela, corre por nossa conta

    amo vc
    Rita

  19. Rita,

    Tenho aprendido que somente le o livro da Vida quem vai virando as páginas. Chegadas e partidas são dois braços entrelaçados de um mesmo Corpo.
    Seguir, sem pesar, apesar de…
    Obrigado pelos ensinamentos.

    bj. Gildo

  20. Rita,
    Descubro a cada dia algo novo em mim, antes procurava esconder quando tinha um problema, não contava a ninguém, provavelmente pelo meu orgulho. Hoje, percebo que compartilhar as experiencias vividas é o melhor para mim e para quem possa servir.
    O texto encerrar ciclos, me fez refletir como minha experiencia com o fim do casamento, de fato estava finalizado. Soube recentemente do falecimento do meu ex marido, dias após sua morte. Sabia que a responsabilidade pela vida era dele, e isso me deixou muito tranquila. Nossos caminhos não mais se encontravam, tive a certeza de que aquele ciclo estava encerrado, não com a sua morte, mas quando decidi me separar e interromper aquela história. E como você diz Rita, só é possivel iniciar algo, quando há espaço, quando rompemos com o passado e vivemos o atual.
    bjs, Carla

Comentários estão fechados.

Close