Kairos Chronos

Uma mudança sempre deixa o caminho aberto para outras. (Nicolau Maquiavel)

A DIFICULDADE DE ACEITAR MUDANÇAS…

Quanta mudança alcança o nosso ser. Posso ser assim, daqui a pouco não. Posso ser assim daqui a pouco? Se agregar não é segregar. Se agora for, foi-se a hora. Dispensar não é não pensar. Se saciou, foi-se embora. Quanta mudança, daqui a pouco… Se lembrar não é celebrar. Dura-lhe a dor, quando aflora. Esquecer não é perdoar. Se consagrou, sangra agora. Tempo de dar colo, tempo de decolar. O que há é o que é e o que será, nascerá. Nasss… será? Reciclar a palavra, o telhado e o porão. Reinventar tantas outras notas musicais. Escrever um pretexto, um prefácio, um refrão. Ser essência, muito mais. Ser essência muito mais. A porta aberta, o porto, a casa, o caos, o cais. Se lembrar de celebrar muito mais. A poesia prevalece, a essência, a paz, a ciência. Não acomodar com o que incomoda. Vou, vou engarrafar essa dor, vou engarrafar a saudade, vou me embreagar de tristeza. Bendizendo ela vira beleza. Gentileza gera gentileza.

O Teatro Mágico

 

Quem nunca ouviu as seguintes frases” Na minha época, os jovens sabiam se comportar em sociedade…”;” Quando eu era pequeno as estações do ano realmente existiam, mas hj em dia o aquecimento global…”; “Antes, o trabalho representava alguma coisa para os jovens, era um valor importante. Hoje eles mal conseguem levantar para trabalhar!”; “Antes o dinheiro valia alguma coisa, agora esta tudo muito caro!” ; ‘Antes das novas leis a gente podia andar bem de carro…?”Antes …sim, mas antes do que? Antes que derrubassem o muro de Berlim? Antes que as mulheres tivessem o direito de votar ou de decidir se queriam ou não ter filhos? Antes de novos meios de comunicação, de nossas novas terapias, de nossos novos medicamentos, da melhoria de seguranças nas estradas (16.500 mortos em 1972, 5217 em 2004 na França) e de nossa condição de vida?Poder-se -ia pensar que efetivamente os tempos estão mudando, mas na verdade, esse fenômeno não é recente.

 

Sócrates declarava há 2400 anos.: “Não há mais juventude, nossas crianças não se levantam mais quando um velho entra em um lugar, elas respondem aos seus pais e conversam em vez de trabalhar…”. Como explicar esse fenômeno?

 

Richard Walker, professor de psicologia na Universidade da Carolina do Norte, mostrou recentemente que tendemos a nos lembrar mais dos acontecimentos passados positivos que dos negativos. Somente as pessoas deprimidas escapam dessa ilusão! Assim , em 12 estudos recenseados, os participantes dizem ter vivido mais acontecimentos positivos que negativos. Isso corresponde a realidade? Outros trabalham mostram a existência de “um efeito apagamento” que se acentua com a idade. Segundo a ” teoria da seletividade socioemotiva”, cada individuo dirige sua atenção para pensamentos e lembranças positivos quando percebe que o tempo que lhe resta para viver é limitado. Esse é o caso de pessoas idosas,mas também de pessoas mais jovens em fim de vida: elas manifestam uma atenção reforçada pelos estímulos positivos. Para explicar essa preferencia pelo passado, precisamos recorrer ao “efeito de simples exposição” um fenômeno que tem a minha idade!!!! Descoberto em 1968 pelo psicólogo americano Robert Zajonc. Nunca lhe ocorreu de ouvir uma musica que vc achava chata e sem graça, de tanto ouvi-la, passar a cantá-la no chuveiro? As rádios conhecem bem esse processo de simples exposição: por isso uma musica deve ser tocada o máximo de vezes possível. A explicação para isso esta ligada ao fato de que, em um primeiro momento, a confrontação com um objeto ou com uma situação nova produz sentimentos negativos (medo , desconfiança). Depois de uma certa quantidade de exposições e na ausência de ameaça proveniente do estímulo, os sujeitos passam a achá-lo mais atraente. A atração aumenta a medida que o objeto se torna familiar e portanto menos ameaçador. É também com base nesse processo que funciona a publicidade: quanto mais você vê o objeto, mais ele é apropriado, pois menos ameaçador ele é e mais se torna positivo… O fato de que se prefira o que se acontece àquilo que não se acontece é a razão pela qual se ouve com frequência: “Por que mudar, sempre foi feito assim?”, “Isso não vai dar certo”, ou ainda: “Não precisamos dessa novidade, já temos tudo aquilo que precisamos”. O problema é que em todas as épocas a resistência à inovação refreou a evolução e o aperfeiçoamento dos métodos, das ciencias e das tecnicas. Não apenas as pessoas ficam desconfiadas quando se quer iniciar uma mudança, mas ainda dizem : ” isso nunca vai funcionar”. Além disso, quando a mudança foi aplicada, ouvir-se -á dizer: ” era melhor antes”. Quando foram estabelecidas as primeiras leis que exigiam a medição do nível do álcool no sangue (em 1970, na França, a taxa foi estabelecida em 1,2g/l) ouvia-se muitos motoristas se queixarem do seguinte modo : “Não poderemos mais trabalhar, nem assinar contratos, todos vamos ficar desempregados!”Observemos que ainda se pode ouvir esse discurso sobre as regulamentações mais recentes nesse dominio.

 

Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.(FREUD)

 

beijinho
Rita

3 Comments

  1. Só que aí eu acabei mudando. E foi mudança aos poucos, porque até hoje me dou conta de coisas minhas que já não estão mais lá e, quem roubou, eu jamais vou saber. O sorriso mudou e a vontade de sorrir pra qualquer pessoa também, graças a Deus. Foi por sorrir tanto de graça que eu paguei tão caro por todas as coisas que me aconteceram. Às vezes me pego olhando ao meu redor e vendo tanta menina pare…cida comigo. Tanto sentimento gritando de bocas caladas e escorrendo de peles secas. Tanta coisa acontece com a gente. Tanta gente passa pela gente, mas tão pouca gente realmente fica. E eu sei que, talvez, eu tivesse que ficar triste. Talvez eu tivesse que continuar secando lágrimas, abraçando o vento e rindo no vácuo, mas o fato é que eu não consigo. Eu não consigo mais ser triste só para mostrar que um dia eu fui – ou achei que tivesse sido – feliz. Aprendi com os meus próprios erros que sofrer não torna mais poético, chorar não deixa mais aliviado e implorar não traz ninguém de volta. Aprendi também que por mais que você queira muito alguém, ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer. Eu que gritei para tantas pessoas ficarem, hoje só quero mesmo é que elas sumam de uma vez por todas. E em silêncio, que é pra ninguém ter porque se lamentar.
    Tati Bernardi

  2. George Bernard Shaw

    É impossível haver progresso sem mudança e, quem não consegue mudar a si mesmo, não muda coisa alguma.
    George Bernard Shaw

  3. A mudança não virá se esperarmos por outra pessoa ou outros tempos. Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos.
    Barack Obama

Comentários estão fechados.

Close