vemser-coleman

MartianChild2D_000Diga, quem você é me diga 
Me fale sobre a sua estrada 
Me conte sobre a sua vida 

Qual o preço a se pagar quando vc quer ser vc mesmo?

Realmente, se tem um filme que vale a pena assistir mais de uma vez é este “Martian Child”

 

Farei uma resenha do filme, não estragarei nada , pois este é um daqueles filmes pura poesia, o que na verdade tenho interesse é convidá-los a mergulhar nessa encantadora magia de humanidades.

Papéis nem sempre estão prontos em nossas vidas , eles acontecem.Aqui esta um retrato dessa analogia.

Conta a história de um escritor famoso que, na infância, teve problemas na escola  por ser muito “nas nuvens” e imerso em seu mundo interior e muito inteligente.

Às vésperas de adotar uma criança junto com sua esposa, ela morre . E a trama se desenvolve a partir desse conflito entre adotar pelo desejo da amada , vivenciar o luto, e confrontar-se com sua criança ferida interior. Porém a criança para adoção também apresenta problemas, os mesmos problemas que ee teve na escola, as mesmas dificuldades: introspectivo, estranho, sozinho, imagina que é um alienígena e foi abandonado na Terra por um erro e em breve seus parentes Marcianos irão  buscá-lo, o mesmo que David Gordon, o escritor famoso, acreditava quando era criança.(Demais não acham?!)

Cabe aqui deixar uma interpretação psicológica da questão alienígena de Dennis, que acho uma das mais lindas construções inconscientes da natureza humana, no processo de defesa do ego: porque o menino é tão estranho. Ele foi rejeitado pelos pais, abandonado em um orfanato e esta dor foi tão grande para a criança que, para suportar a terrível ideia e dor de ter sido abandonado, ele inventou como válvula de escape toda a história de alienígenas, de que não foi abandonado mas “caiu sem querer” e seus pais o estavam buscando pela galáxia. O menino ficou traumatizado pelo abandono e passou a acreditar que ninguém o amava e com isso criou um bloqueio no qual ele mesmo não expressava amor por ninguém nem fazia questão de amar, pois o trauma do abandono o impedia de amar qualquer pessoa.

Tira, a máscara que cobre o seu rosto 
Se mostre e eu descubro se eu gosto 
Do seu verdadeiro jeito de ser 

Quando o menino é confrontado definitivamente com David, que só então entende que o que o menino precisava era expressão clara de amor e carinho e não tratamentos psicológicos sem fim, Dennis então abre seu coração e seus traumas, dizendo “ninguém me ama, ninguém pode me amar” e David o convence dizendo que ele também sofria a mesma coisa mas tinha superado e que eles dois juntos podiam sim formar uma família como qualquer outra e ser felizes. bobby-coleman-1321335407
 A mente é um monstro terrível que, acumulando todos os traumas, ideias, violências, abusos e más experiências, nos escraviza em ideias e concepções errôneas sobre nosso ser e sobre a realidade, sobre o mundo e sobre a vida, nos impedindo de ser felizes.

O grande inimigo somos nós mesmos que vivemos de acordo com nossas experiências e traumas e não de acordo com o Vazio, o Silêncio,  o Amor Original do qual todos partilhamos e pelo qual todos vivemos.  
Vale pontuar a cleptomania de Dennis (roubava as coisas). Ele roubava as coisas que as pessoas mais amavam. Isso é muito esclarecedor, o menino ao ser abandonado teve o seu direito de amar roubado. Alguém ou algo roubou o seu amor, e ele expressava esse trauma roubando as coisas que as pessoas demonstravam amar muito. Realmente, depois da Física Quântica, a Psicologia tem tudo para ser a Ciência das ciências, desde que retorne aos grandes sábios do Oriente, como o Buddha.

Ninguém merece ser só mais um bonitinho 
Nem transparecer consciente inconsequente 
Sem se preocupar em ser, adulto ou criança 


O êxtase do nosso artigo se manifesta com  a  festa de lançamento do novo livro de David, quando a dona da editora se irrita no instante em que David conta que não escreveu a continuação da história mas uma nova sobre Dennis e ele.  

Ela se enfurece e diz “porque você não pode ser o que nós queremos que você seja?“.

Essa afirmação se torna uma Iluminação para David e para nós também, porque ela represente exatamente o papel do Demiurgo no gnosticismo e da Mente no Zen-budismo.

O mundo, a sociedade, as empresas, o capital, a burguesia, a família, as igrejas, todas essas matrizes não querem seres racionais, pensantes, livres e libertos de sua escravidão: querem robôs para produzir mercadorias, querem escravos para o consumo, querem fiéis devotos a seus papas , querem ovelhas escravas de seus pastores exploradores, querem nos usar, nos abusar para seu prazer, para seu dinheiro. Por isso libertadores de consciências pagam seus preços .Porque eles ensinaram e ensinam a humanidade a se libertar da garras das ideias e ideologias, dos condicionamentos da cultura, do mercado, de nós mesmos, do nosso Ego. 

O importante é ser você, mesmo que seja, estranho 
Seja você, mesmo que seja bizarro bizarro bizarro 
Mesmo que seja, estranho, seja você, mesmo que seja 

Beijinhos

Rita

1 Comment

  1. Muito interessante ! Estarei assistindo o filme..

Comentários estão fechados.

Close